NOTÍCIAS

Operação desarticula traficantes no Norte do RS

Publicado em 12/04/2019

Desarticular a ligação entre traficantes que estavam atuando principalmente nos municípios de Seberi e Rodeio Bonito foi o ponto de partida da Operação Conexão, deflagrada de maneira integrada pela Brigada Militar e pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira.

Em torno de 60 policiais civis e militares, coordenados pelos delegados Aline Palma, Eduardo Nardi e pela capitã Nedia Giacomini, cumpriram cinco mandados de prisão e dez de busca e apreensão em Ametista do Sul, Planalto e Palmeira das Missões, além das duas cidades-alvo.

O balanço final contabilizou 130.5 gramas de cocaína, 137.7 gramas de maconha, R$ 2.942 em dinheiro, celulares e um revólver .38 com numeração suprimida e munições do mesmo calibre.

Os cinco presos investigados por tráfico e associação para o tráfico de drogas são vinculados a uma facção surgida na região Metropolitana que tem se expandido para o interior gaúcho, explicou o delegado Eduardo Nardi. Capturados em Seberi, Rodeio Bonito e Palmeira das Missões e encaminhados ao Presídio Estadual de Frederico Westphalen, eles já possuíam antecedentes pelo mesmo delito, mas, em liberdade, tornaram a praticá-lo, comentou a delegada Aline Palma. “A operação teve grande êxito, agradecemos o apoio do Ministério Público, da Brigada Militar e do Judiciário, que deferiu as medidas cautelares de maneira ágil e isso nos ajudou para que tivéssemos sucesso em capturar todos os indivíduos investigados”, mencionou Nardi.

A apuração feita pela Polícia Civil começou em março, quando a Brigada Militar prendeu em flagrante três homens por tráfico e apreendeu mais de um quilo de maconha e cocaína, além de uma pistola .40 e munições – de calibre restrito –, em uma boca de fumo no bairro Aparecida, em Seberi. “Destacamos o trabalho do efetivo local, da nossa seção de inteligência e do Pelotão de Operações Especiais”, complementou a capitã Nedia sobre o trabalho da BM.

Nardi lembrou que embora a operação não acabe com o crime, a soma de esforços objetiva garantir a ordem pública e, nesse processo, a participação da comunidade é fundamental, por isso denúncias e informações repassadas aos órgãos de segurança pública têm sigilo garantido. Vale ressaltar que o tráfico de drogas traz outros delitos recorrentes que acarretam problemas sociais na atualidade, como roubos, furtos e homicídios.

Ainda durante a operação, policiais cumpriram um mandado de apreensão contra um homem sentenciado no ano passado à internação por participar de um latrocínio no município de Seberi quando era adolescente. A polícia conseguiu apurar que o agricultor Natalino Strieski, 63 anos, foi morto a tiros em 11 de janeiro de 2017 por assaltantes que queriam roubar sua propriedade na linha Pinhal, de onde levaram uma espingarda. Oito pessoas foram condenadas pela Justiça por envolvimento no crime, entre elas o então menor de idade.

Foto: PC

Fonte : Folha Noroeste

por elcio